Brigam Espanha e Holanda

Essa canção faz parte do disco Sentinela de Milton Nascimento. A obra foi lançada há exatos trinta anos. “Um Cafuné na cabeça, malandro, eu quero até de macaco” é do próprio Milton e a letra de Leila Diniz.

Brigam Espanha e Holanda
Pelos direitos do mar
O mar é das gaivotas
Que nele sabem voar
Brigam Espanha e Holanda
Pelos direitos do mar
Brigam Espanha e Holanda
Por que não sabem que o mar
Por que não sabem que o mar
Por que não sabem que o mar
É de quem sabe amar

Na faixa, num dado momento, escutava-se a atriz recitando o poema ao fundo. O trecho em questão era retirado do filme Todas as mulheres do mundo, de Domingos de Oliveira. E assim se criava um belíssimo diálogo com a voz do cantor e a doce Leila num encontro que jamais existiu.

O poema  faz alusão aos impérios, que se digladiavam naquele período ligeiramante posterior aos grandes descobrimentos.

Hoje os direitos do mar são outros e decidem uma paixão do planeta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s