O Poeta do Castelo

Versos de Manuel Bandeira, recitados pelo poeta, acompanham e transfiguram os gestos banais de sua rotina em seu pequeno apartamento no centro do Rio; a modéstia do seu lar, a solidão, o encontro provocado por um telefonema, o passeio matinal pelas ruas de seu bairro.

Direção: Joaquim Pedro de Andrade

Veja também no Caderno ENSAiOS:

Nelson Rodrigues

Morte e Vida Severina (Auto de Natal Pernambucano)

Vestido de Noiva, por Antunes

Anúncios

Um pensamento sobre “O Poeta do Castelo

  1. Pingback: O mundo de Mário de Andrade « Caderno ENSAiOS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s