Porque hoje é dia de prova!

Por Vera das Alterosas

Freud deve explicar! Nada mais regredido que aluno em dia de prova. Não há como não sentir uma certa empatia por aqueles seres carentes, querendo voltar para o útero da mãe. Se for a primeira prova, do primeiro período então…. é quando “a ficha cai”.  Momento de testemunhar um rito de passagem e dizer:

– Helôo! Sorriam e bem vindos ao curso superior!

Lá da frente, confortável atrás dos meus já lendários óculos escuros, (de dia ou de noite gosto de aplicar provas com óculos escuros ) vou vendo, e reconhecendo, pela enésima vez, as mesmas velhas expressões, agora na cara de novos donos. Listando algumas delas:

1 – Cara de paisagem – aquele jeitinho casual, olhando para um lado, pro outro, se for mulher, enrolando cachichos na ponta dos dedos, jogando o cabelo de um lado pro outro, tentando manter a calma;

2 – Cara de ” Lutar ou fugir” – estes acabam de receber uma dose extra de adrenalina no sangue: músculos tensionados, pele mais pálida, coração acelerado, respiração mais rápida. Sem problema, vai passar rápido, são jovens, aguentam bem;

3 – Cara de “jesus me abana”- movimentos involuntários, certa agitação, sensação de calor em pleno inverno ou frio em pleno verão;

4 – Cara de “tentando armar o bote”- o plano A ( estudar) falhou. Tentando analisar as possibilidades de um plano B. Finalmente compreenderam que óculos escuros à noite podem não ser moda, mas são utilíssimos!

5 – Cara de “tô nem aí” – esta pode permanecer o semestre todo ou não. Em geral muda depois da entrega das notas. Ou muda ou tende a se repetir, agora na mesma pessoa, no próximo semestre;

6 – Cara de susto – Aqui em Minas também conhecida como “cara de oncotô, proncovô?” Esta é daqueles alunos que realmente pensaram que tinham entendido tudo, e acabam de descobrir que não entenderam. Em geral vem acompanhada de comentários como: “eu sei mas tô sabendo é por no papel”. Ou então, “eu sei, mas não entendi foi a sua pergunta”.

7 – Cara stressada de gênio pensando. Esta vem necessariamente acompanhada de um grito nos primeiros e críticos dez minutos da prova. Berro dirigido aos colegas: “vai dar pra calar a boca que eu tô tentando pensar?”. Estes se incomodam até com o barulho do ventilador ou dos carros estacionando lá no térreo;

8 – Cara iludida – aquele aluno que falta falar que a prova está facílima e entrega nos primeiros trinta minutos. Se entregar e for embora, só vai desfazer a cara iludida, também chamada “cara de abalei Paris” na hora da entrega das notas. Se a prova tiver sido no primeiro tempo e seus donos encontrarem com os colegas na cantina, o sorriso irá começar a se desfazer ali mesmo;

9 – Cara de rebelde sem causa – você, que até ali era a melhor professora do curso, acaba de cair em desgraça. Afinal, não deu a matéria que pediu na prova. Lado bom: acabam de se interessar por entender o que é instância recursal.

10- Cara normal – este faz a prova, entrega um pouco antes de terminado o tempo, dá um sorriso simpático e quando a gente pergunta se foi bem, responde com cautela: “acho que sim, vamos ver”.

Há também as perguntas de praxe:

Pode fazer a lápis? Pode pegar um rascunho? Pode rasurar? Você entende rascunho, vai entender minha letra? Falou prá responder em no máximo dez linhas, mas minha letra é grande. Se fizer em onze eu perco ponto? E se fizer em nove? hehehe Você pode dar um pulinho aqui? Não, a pergunta não é da prova não! Você considera metade da questão? ou um pouquinho que seja? Se deixar eles desfiam o rosário. Prá evitar isto eu já coloco que a “interpretação faz parte da prova”. Ao final o costumeiro “corrije com carinho”.

Enfim, não há muitas novidades no dia de prova, especialmente a primeira. Agora, um dia eu ouvi um comentário novo. E como ele levantou a bola, eu cortei, usando os conhecimentos que estou adquirindo nesta minha nova fase de “alfabetização digital”. E, modéstia à parte, eu arrasei!

Um aluno, a sala num silêncio absoluto, me solta esta, em alto e bom tom:

– Ai meu Deus, ME ADICIONA!!!!!!!!

Ao que respondi:

– Manda um “scrap”. E reza prá ele estar online e não ter te bloqueado. Se o status for “ocupado” ele pode não responder.

Pelos olhares que atraí, (até dei uma abaixadinha rápida nos meus óculos, em gesto de agradecimento) e pelo coro uníssono e afinado de “fessora” !!!!!! sinto que arrasei!

Arrasei ou não arrasei? Fiquei eu com a cara de abalei Paris. Isto até querer quebrar o computador por aqui, o que mais cedo do que tarde, fatalmente irá acontecer hehehe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s