Lennon 70 anos

Tenho procurado manter uma distância civilizada dessas comemorações.

Na maioria das vezes soa para mim como um oportunismo barato, artefato típico da grande indústria cultural, sobre a qual nos falava aquele pensador ranzinza e genial. O objetivo dessas celebrações parecem não ir além de um movimento funesto que procura se apropriar de tudo, inclusive dos mortos.

No entanto, penso, há sempre uma outra possibilidade de compreender os homens em suas dores e mesquinharias. E, assim, servir como um ato legítimo para iluminar os grandes e pequenos dramas daqueles que habitam essa rocha a girar incansável ao redor de uma bola de fogo.

Lennon parecia ser um desses sujeitos capazes de olhar para o mundo da forma mais doce e cáustica possível. Talvez chegasse desse modo mais perto das difíceis antinomias do homem, cuja inteligência, ao criar cidades deslumbrantes, mundos virtuais inimagináveis no papel, nos palcos, nas telas luminosas das salas escuras, servia, igualmente, para fazer explodir os grandes conflitos humanos, as grandes tragédias, os abalos mais terríveis da moral e da dor.

Que ser é esse que sonha, ama, tripudia e assassina o outro?

Essa expressão paradoxal precisava ser mediada pelo poeta de uma maneira serena, a ponto de se converter em algo supremo como a poesia, criação que superou de longe as pregações metafísicas, e se aventurou próxima de revelar uma sabedoria ulterior.

Lennon parecia ir além dessas odiosas amarguras.

Me recordo de algumas traduções que fiz, quando bem jovem, das suas canções que correram mundo num Lp gravado após a ruptura com os Beatles. Nele, Lennon parecia almejar uma rebeldia capaz de olhar o mundo com um misto de generosidade na alma e um riso de escárnio no canto dos lábios. Era como se reinventasse um mundo sem nenhum inferno abaixo de nós, sem pátrias, religião, fome ou ganância.

Um jogo de dados de um sonhador, cujo ser ansiava por se tornar um grande corpo com todos os demais corpos neste mundo. E talvez aí morrer, dormir, sonhar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s